• NOTICIAS

      06/12/2017 | Ricardo Campos - Medicina Integrativa

      REPOSIÇÃO HORMONAL BEM INDICADA TRAZ BENEFÍCIOS PARA HOMENS E MULHERES

      O médico Ricardo Campos, adepto da Medicina Integrativa, afirma que homens e mulheres na faixa dos 45 aos 55 anos devem começar a reposição hormonal.  Pensamentos depressivos, diminuição da libido, obesidade abdominal, perda de massa muscular, falta de ar, hipertensão e diabetes são alguns dos sintomas que podem indicar a necessidade de reposição.

      A reposição hormonal quando bem indicada traz muitos benefícios aos homens a partir dos 40 anos e às mulheres em geral na entrada da menopausa. A recomendação é do médico Ricardo Campos, adepto da Medicina Integrativa, que busca uma visão mais ampla do conceito de vida saudável. Com relação às opções de reposição hormonal, ele explica que as mais usadas são através de gel ou de implantes, esses mais conhecidos como ‘chips hormonais’. “Costumo afirmar que envelhecer é normal. Ficar velho é opção”, acrescenta Campos.

      Sintomas – Uma primeira questão que o médico levanta está relacionada aos principais sintomas que podem indicar a necessidade de reposição hormonal. “Pensamentos depressivos, diminuição da libido, obesidade abdominal, perda de massa muscular, redução da sensação de vitalidade e bem estar, falta de ar, hipertensão e diabetes são alguns dos sintomas que indicam a necessidade de uma avaliação mais precisa”, explica Ricardo Campos.

      Homens – O médico afirma que para os homens a necessidade de reposição de testosterona não tem idade específica, mas aparece normalmente após os 40 anos. “O distúrbio androgênico provoca a queda do nível de testosterona em média 1% ao ano. Sabe-se que a alimentação está intimamente ligada a produção de testosterona. No caso dos homens a falta de ereção matinal é um indicativo para a necessidade da reposição”, acrescenta..

      Mulheres – A reposição para as mulheres mais difundida é aquela pós-menopausa, quando ela deixa de menstruar pelo período de um ano. Aos sintomas já mencionados, no caso das mulheres, Ricardo Campos acrescenta a perda de firmeza da mama e da hidratação da pele, ondas de calor e perda de elasticidade e secura vaginal. No caso das mulheres a falta de reposição hormonal aumenta o risco de infarto e câncer.

      Ricardo Campos ressalta que a reposição hormonal também pode ser indicada para homens na faixa de 20 a 30 anos que tenham testosterona baixa e para mulheres jovens, que em razão do uso contínuo da pílula anticoncepcional, têm queda nesse hormônio.

      Implantes – Ricardo Campos afirma que o implante hormonal oferece praticidade e alta adesão ao tratamento, sem o perigo de esquecer o seu uso. O hormônio é colocado em um cilindro de no máximo quatro milímetros de espessura e é feita uma pequena incisão, com anestesia local, em uma das nádegas, para introduzir esse cilindro na região subcutânea da pele. Nesse cilindro podem ser colocados hormônios com duração de quatro meses até um ano.

      Ricardo Campos explica que esse procedimento é relativamente simples – tem que ser feito em ambiente asséptico, em clínica ou hospital. Pode haver rejeição ao implante, mas segundo ele, o índice de ocorrência é baixo.

      “Atualmente consegue-se usar hormônios iguais aos que o nosso próprio corpo produz. O custo dos hormônios têm diminuído e em função disso mais pessoas têm acesso aos seus benefícios. No entanto, todo uso de hormônio deve ser bem avaliado e preciso para cada paciente.  Todos esses benefícios  somente  serão alcançados se for aliada uma alimentação saudável e a prática regular de atividade física”, finaliza o médico Ricardo Campos.
       

      Foto:  Médico_Ricardo_Campos_Crédito_Roncon&Graça





  • VIP IN TOUCH

  • CONTACT

  • Revista Vip Virtual

  •