• NOTICIAS

      08/06/2018 | Ricardo Campos explica a ortorexia nervosa

      COMO A BUSCA PELA VIDA SAUDÁVEL PODE VIRAR A ORTOREXIA NERVOSA

      Doença aumenta riscos de outras patologias, como bulimia, anorexia, alcoolismo e suicídio.

      A busca por uma vida saudável é cada vez mais desejada por crescentes parcelas da população. Nenhum problema, se isso não virar uma compulsão pelo saudável, seja através da alimentação ou da prática de uma atividade física, que pode resultar em um transtorno psíquico. Denominada ortorexia nervosa, essa doença tem se manifestado com mais frequência em grupos específicos da população, como pessoas mais jovens, modelos e praticantes regulares de atividades físicas como crossfit e personal trainers, entre outros. O alerta é do médico adepto da Medicina Integrativa, Ricardo Campos, que explica que um paciente diagnosticado com a doença, em alguns casos, precisará de uma equipe multidisciplinar para atuar no seu tratamento.

      A ortorexia nervosa, conforme o médico Ricardo Campos, aumenta os riscos de outras patologias, como bulimia, anorexia, suicídio e alcoolismo. “Esse vício pelo saudável deixa de ser uma coisa legal e positiva e passa prejudicar a pessoa”, explica.  Tem ocorrido em grupos de pacientes mais jovens e que dependem da imagem para a sua atividade profissional.  Um erro que leva as pessoas a essa doença, conforme o médico, é que elas se acham atleta – sem ser ou são tratadas dessa forma por outras pessoas.

      A pessoa com ortorexia nervosa se sente culpada, por exemplo, ao comer uma pizza. Em geral são pessoas que acreditam que possuem uma ‘expertise’ em fazer qualquer tipo de dieta por conta própria. Muitas vezes buscam indiscriminadamente na internet qualquer informação para fazer a sua dieta, mesmo que não tenha uma comprovação confiável.

      Ricardo Campos explica que no dia a dia do consultório, o número de pessoas com essas características e que já manifestam a doença tem aumentado muito. “Mas é preciso sensibilidade por parte do médico e muita atenção a esse paciente, para entender o que está ocorrendo com ele e verificar que a procura pelo saudável já virou uma doença compulsiva”.

      Para o diagnóstico da doença, Ricardo Campos afirma que é preenchido um questionário específico. “O tratamento da ortorexia nervosa, muitas vezes requer a atuação de um grupo multidisciplinar, formado por nutricionista, psicólogo ou psiquiatra e médico nutrólogo”, acrescenta.

      Foto: Roncon & Graça Comunicações





  • VIP IN TOUCH

  • CONTACT

  • Revista Vip Virtual

  •