• COBERTURAS


      05/09/2012 | ACIC - Avaliações de mercado
      Local: R. Visconde do Rio Branco
      Cidade: Campinas / SP
      Cobertura por: Augusto Barretto

      Avaliações feitas pelo economista da Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic), Laerte Martins

      Vendas crescem, mas perdem fôlego em agosto/2012

      Campinas

      Dados do SCPC indicam crescimento em Campina em 2,22% sobre julho p. passado e 0,92% sobre agosto de 2011.

      No acumulado janeiro a agosto de 2012, a expansão foi de 4,18% com perda de fôlego de 1,70 p. percentuais, contra o período imediatamente anterior de janeiro a julho de 2012, quando a expansão foi de 5,88%.

       

      Vendas do “Dia dos Pais” cresceu cerca de 6,0% em relação ao do ano passado, que propiciou o aumento das vendas a prazo em 5,84% sobre o ano passado.

      O faturamento de agosto ficou em R$ 822,9 milhões, e no acumulado em R$ 5,8 bilhões, cerca de 5,31% sobre o período anterior.

       

      A inadimplência apresentou uma pequena queda de -1,43% com o mês de agosto de 2011, e no acumulado, a inadimplência ficou em 5,51%, com 119.980 carnês não pagos este ano, contra os 113.709 do período de 2011.

       

      Em valores monetários representa cerca de R$ 156,0 milhões, este ano, contra R$ 142,1 milhões de 2011.

      RMC

      Na RMC, as vendas de agosto também se expandiram em 1,85% sobre julho de 2012 e 0,63% sobre agosto de 2011.  No acumulado janeiro a agosto de 2012, a expansão ficou em 4,27%, com perda de fôlego de 0,60 p. percentuais, contra o período anterior de janeiro a julho de 2012, quando a expansão foi de 4,87%.  A venda do “Dia dos Pais”, também expandiu em 6,0% na RMC, motivando um faturamento de R$ 180,0 milhões, contra R$ 170,0 milhões de 2011.

      O faturamento ficou em agosto, na RMC, em R$ 1,9 bilhões, e no acumulado em R$ 13,3 bilhões, cerca de 5,10% sobre o período anterior.  A inadimplência apresentou uma pequena queda de -2,40% com agosto de 2011, e no acumulado ficou em 7,35%, com 297.717 carnês não pagos este ano, contra os 277.340 de 2011.  Em valores monetários representa R$ 387,0 milhões, este ano, contra os R$ 346,7 milhões de 2011.

       

       

      Cheques sem fundos crescem 8,28% na RMC, em julho/2012

       

      Os dados do Banco Central indicam que em nível nacional, o índice de Devolução de Cheques sem Fundos ficou em 2,06% no período janeiro a julho/2012, 0,12 acima dos 1,94 de 2011.  Em 2012 foram devolvidos 11,1 milhões de cheques sem fundos, contra 11,4 milhões em 2011, com o índice de cheques sem fundos/ cheques compensados de 2,06.

       

      Na RMC foram devolvidos por falta de fundos 239,1 mil, no período janeiro a julho/2012, contra 245,9 mil no mesmo período de 2011, com um índice de falta de fundos/ compensados de 1,85 em 2012, contra os 1,70 de 2011, uma relação abaixo da nacional.

       

      No mês de julho de 2012, no entanto, a quantidade nominal de cheques devolvidos por falta de fundos ficou 8,28% acima de julho de 2011, quando foram devolvidos 31,4 mil cheques, e em 2012 foram devolvidos 34,0 mil cheques.  O índice ficou em 1,79, contra 1,59 de 2011.

      A redução da Selic em julho para 8,0% ao ano, pelo Banco Central, provocou uma redução nos juros na ponta, mas como tem sido observado ao longo dos anos, enquanto a Selic se reduziu em (-5,88%) em relação a junho de 2012, na ponta, essa queda não passou dos (-0,37%).

       

      Na avaliação anual, essa evolução foi de redução da Selic em (-36,00%), enquanto que na ponta, foi de (-15,89%).  O Spread nas operações com PJ caiu, agora, para 30,48%, uma queda (-14,09%) nos spreads, respectivos.

       

      O destaque, mais uma vez, foi a queda da remuneração das Cadernetas de Poupança, que passa a ser calculada sobre 70,0% da taxa Selic (5,60%) mais a Tr.

       

      O preço dos brinquedos, este ano, deve subir 7,2%, o que representa uma elevação de 2,0% real, acima da inflação, implicando no valor do presente médio, maior que 2011.  

       

      72 = estabelecimentos de brinquedos em Campinas   

      201 = estabelecimentos de brinquedos na RMC   

       

       

      Laerte Martins

      Economista – ACIC

      Setembro/2012 

       

       

      Horário do comércio: 7 de setembro de 2012

      As entidades representativas do comércio de Campinas sugerem que na sexta-feira, 7 de setembro (Dia da Independência do Brasil), o comércio de rua seja facultativo das 9h às 17h.

       

       




  • VIP IN TOUCH

  • CONTACT

  • Revista Vip Virtual

  •