• COBERTURAS


      21/06/2016 | Ciesp-Campinas Indicadores
      Local: Rua Padre Camargo Lacerda, 37
      Cidade: Campinas
      Cobertura por: Augusto Barretto

           A diretoria do Ciesp-Campinas mostrou a Pesquisa de Sondagem Industrial de Maio de 2016, com os principais indicadores da economia – investimentos, capacidade instalada e nível de emprego, entre outros e os seus efeitos nos diversos segmentos da indústria regional. Também  apresentou a Balança Comercial Regional, com os números de exportação e importação da indústria.

          Na sondagem industrial as respostas indicam melhora da situação econômica, mais empresários planejam investir nos próximos 12 meses. A produção teve uma melhora em relação ao mesmo período do ano passado, o número de funcionários manteve estabilidade  para 73,5% dos respondentes. Os resultados da sondagem industrial para o mês de maio de 2016 indicam um aumento da produção, maior estabilidade de emprego, aumento do valor de vendas, desaceleração da inadimplência.

      Para o comércio exterior na região do CIESP-Campinas apresentou redução do déficit comercial, as exportações apresentaram contratação e as importações seguem em forte queda.

      O nível de emprego industrial ainda esta negativo, somou mais 250 demissões em maio de 2016, acumulando somente este ano 2050 demissões.

      O diretor do Ciesp-Campinas, José Nunes Filho, esteve em Brasília na comitiva liderada  pelo presidente da Fiesp/Ciesp, Paulo Skaf.

      O presidente da Fiesp/Ciesp, Paulo Skaf, liderou uma comitiva de mais de 200 empresários, que na última quarta (8 de junho), reuniu-se em Brasília com o presidente em exercício Michel Temer. O diretor do Ciesp-Campinas, José Nunes Filho participou dessa comitiva, que contou com  representantes de entidades de vários estados brasileiros.  Essas lideranças empresariais apresentaram ao presidente Temer e seus ministros da área econômica, uma proposta em cinco itens que independem de aprovação do Congresso Nacional e podem ser adotadas em curto prazo, isolando a economia real da crise política.

      Foram  propostas as seguintes medidas para a retomada da economia:

      1.Mudar as regras de concessões, dando mais segurança e lucratividade aos investidores e reativar rapidamente os investimentos em infraestrutura, gerando empregos e estimulando as cadeias produtivas;

      2. Não aumentar ou criar novos impostos, alcançar o equilíbrio fiscal com redução de despesas, melhor gestão e recuperação de créditos fiscais inadimplentes;

      3. Redução das taxas de juros, aumentando a competitividade das empresas e reduzindo os gastos com o serviço da dívida pública;

      4. Fomentar  linhas de crédito para o investimento e a produção;

      5. Aumentar as linhas de crédito para exportação.

      O Diretor de Comércio Exterior do CIESP-Campinas, Anselmo Riso, esteve reunido com o Ministro das Relações Exteriores, José Serra e acredita que virão ótimos resultados com a nova estruturação técnica do governo Temer.




  • VIP IN TOUCH

  • CONTACT

  • Revista Vip Virtual

  •